21/04/2021

 

Resenha: O avesso da pele

Título: O avesso da pele
Autor: Jeferson Tenório
Editora Companhia das Letras
Páginas: 192

Há alguns dias eu publiquei no meu Twitter que o livro O Avesso da Pele é dilacerante. Hoje, eu ainda não tenho outra palavra para descrever o que senti enquanto lia essa história. Do início ao fim, mas principalmente no fim, a narrativa conseguiu trazer dores que eu nem sabia que tinha, mas estavam lá. Esperando alguém falar sobre.

Nesta obra, Jeferson Tenório traz a vida de Henrique, um homem negro que cresceu em Porto Alegre, que como é descrita no livro, uma das cidades mais racistas do país. Mas a história não recebe o ponto de vista de Henrique, mas sim do Pedro, seu filho, um rapaz que fala sobre o pai e a mãe como forma de passar pelo luto e entender o que de fato o levou até ali e a ser quem é.

O Avesso da Pele destrincha sobre a dor da perda, violência policial, descaso na educação, racismo recreativo e estrutural. Henrique era um homem negro que desde a infância passou pelos percalços do que é ser definido apenas pela raça no Brasil. Ele viu a violência acontecendo dentro e fora de casa.

A trajetória de Henrique é parecida com as de muitos negros no país, desde muito cedo ele sofria com abordagens policiais e com a discriminação. Não entendia o porquê sempre acontecia com ELE, sempre com ELE e não com o cara branco do seu lado.

Conforme foi crescendo, suas relações amorosas até pareciam boas, as piadinhas não incomodavam, pois é o que acontece quando não se entende sobre a pauta racial. Não é fácil entender que o tapa pequeno fortalece a violência maior.

“Resistir fazia parte da sua vida e você nunca havia se questionado por que as coisas eram assim. Nunca se questionou por que era pobre, nunca se questionou por que vivia sem pai. Nunca se perguntou por que a polícia o abordava na rua com tanta frequência”

Mas Henrique passou a entender as raízes do problema quando conheceu o professor Oliveira, foi quando ouviu a palavra “negritude”. Seus olhos foram se abrindo e se dando conta da gravidade que era ser negro.

Os personagens neste livro são incrivelmente reais, as descrições de sentimentos e atitudes feitas pelo autor tornou tudo muito verdadeiro. É impossível gostar muito de um personagem e odiar outro, porque não existem vilões além do racismo, são apenas pessoas que vivem a consequência do que é ser negro no Brasil.

O Avesso da Pele é uma leitura necessária, principalmente para pessoas que querem se contextualizar sobre a realidade do negro no país.

Agradeço a Companhia das Letras pela oportunidade de ler Jeferson Tenório, essa leitura fez parte do desafio que fizemos no início do mês, 5 Livros Nacionais em 5 Dias.

Bruna Domingos
Instagram: @brunadominngos

12 comentários:

  1. Oi Bru, tudo bem?
    Sendo de Porto Alegre, me entristeço em reconhecer o quanto essa cidade e o sul do país como um todo tem o racismo enraizado. Recentemente houve violência policial um supermercado enorme e nada de super impactante aconteceu com a marca. :( Imagino o quanto esse livro deva mexer e expor essas feridas.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bruna. Como vai? O livro parece-me bastante angustiante, não é mesmo? Leituras assim se fazem necessário. Sua resenha ficou ótima. Um abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Uau, é um livro que aborda alguns temas pesados, mas que é preciso para refletir. Amei sua resenha! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Hey Bruna o/

    Esse livro já está na minha lista de desejados.
    Boa resenha!

    Boas leituras,
    Karen Gabrieli | Apesar do Caos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Bruna.
    Eu quis muito participar desse desafio, mas não estava muito bem nessa época e acabei não pegando os ebooks. Mas são livros que ainda quero ler. Eu vi esses dia uma pessoa falando sobre resistir, que isso não deveria ser o normal e sim somente existir. Mas infelizmente o racismo ainda é negado e continua existindo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Ooi
    Eu li esse livro durante o desafio e ele acabou comigo. Fazia muitos anos que eu não chorava lendo algo, mas da forma como essa história é construída e contada, todos os detalhes até aquela cena tão horrível realmente acaba com qualquer pessoa.

    Sil
    blog kzmirobooks.com • Siga no Instagram: @kzmirobooks
    Top comentarista valendo a saga Harry Potter

    ResponderExcluir
  7. Oi Bruna,
    Ixi, eu vi esse livro no NetGalley e deixei passar, acredita? Marquei bobeira!
    Mas destaco o quanto te admiro por participar desse projeto.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie Bruna!

    Olha que perdi essa leitura? Mas já fico atenta na próxima vez
    super necessária e um projeto maravilhoso esse desafio d qual você está participando ♥

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  9. Olá, primeira vez comentando aqui! Achei o blog lindo!

    Esse livro parece ser muito intenso mesmo, fiquei bem interessada. Sempre tive bastante dificuldade em ler ficção, mas aos poucos estou encontrando o que gosto de ler, e acho que esse livro faz bem o meu tipo: realidades completamente diferentes da minha. Coisas que eu nunca vou entender, nunca vou vivenciar em primeira pessoa. Muito interessante!

    Beijos!
    Masha Alkhim

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Gostei muito de saber e conhecer esse livro, acho uma leitura bacana de se fazer em final de semana.
    Gostei da dica.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Lendo sua resenha, fiquei impressionada e com muita vontade de lê, gostaria de conhecer história por dentro, essa é uma leitura necessária ,obrigada por compartilhar, beijos flor!

    ResponderExcluir
  12. Thank you for your feedback. I think the atmosphere of this book may be heavy, allowing us to understand the real problems of black people.
    bundles with frontal

    ResponderExcluir