09/09/2020

 

Ressaca literária: o que fazer quando perdemos a vontade de começar novas leituras?

Você sabe o que é ressaca literária? Geralmente, a ressaca acontece em leitores que leem bastante, ficam fissurados e depois de um certo tempo não consegue se concentrar em uma nova leitura. As vezes acontece rapidinho, você nem sente, mas fica uns dias sem conseguir focar. E as vezes leva um tempão para voltar naquele ritmo. Eu passei por isso há um tempo, foi tão bravo que fiquei quase três anos sem conseguir terminar a primeira página de um livro. Tudo o que eu lia era artigo de faculdade, mas por pura obrigação. Eu era bastante ansiosa na época da minha graduação e não conseguir me distrair com livros me deixava extremamente desapontada. 

A culpa é inevitável, eu me sentia mal e evitava falar sobre, foi uma época também em que o blog ficou bastante parado. 

Durante essa semana eu comecei a refletir sobre o assunto, não estou passando por nada assim no momento, mas fico pensando na pressão que sentimos por ter que ler bastante e superar metas. É engraçado, pois na adolescência a gente não tem um pingo de noção sobre realizar uma leitura cuidadosa, o jovem leitor quer ler, ler, bater metas e dobrar essas metas. Comigo não era diferente, eu lia muito, mas hoje sinto que deveria ter feito isso com mais calma e aproveitado melhor o momento. Se eu tivesse maturidade na época, é provável que eu não ficasse parada por três anos. Mas é claro que se você tem um ritmo acelerado de forma natural e consegue absorver o que está lendo, não há problema algum em ler rápido, aliás, queria muito ter um ritmo assim, mas o ruim é quando você se força a isso. 

E como eu voltei a ler por prazer? Não lendo. Parei de querer forçar, comecei a me concentrar em outras coisas, foi uma época em que assisti MUITOS filmes, vi clássicos do cinema que não me imaginava parando para ver. Vi algumas séries também e curti muitos momentos com meus amigos, além de focar em todos os assuntos da faculdade. Eu não poderia ficar me culpando por algo que, sinceramente, não somos obrigados a fazer. E foi assim que o meu hábito foi voltando, separei uma leitura do gênero que me agrada e estimulei minha curiosidade para saber mais da história, assistia canais e mais canais literários e a minha mente foi sentindo a necessidade de voltar a ter aquilo no meu dia a dia. Aprendi que leitura é hábito, mas não pode se tornar uma obrigação. 

Esse ano eu comecei a usar o Goodreads e coloquei uma meta de leitura baixa. Foi a melhor coisa que eu poderia ter feito, estou aproveitando cada viagem e lendo com calma. Já participei de algumas maratonas e consegui me organizar para novas leituras. Separei um novo caderno de anotação e nele também faço cronogramas. Percebi que as coisas fluem quando a gente faz por prazer e não para mostrar que lemos muito. 

Por isso, a mensagem que deixo a vocês aqui hoje é: se não sentir vontade de ler, não leia. Procure novos prazeres, seu retorno ao mundo dos livros será inevitável. Falo a partir da minha experiencia, mas você se conhece, aproveite seu tempo livre para testar novas formas de voltar ao hábito. 

“Eu não nasci rodeada de livros, e sim, rodeada de palavras” 
(Conceição Evaristo).

Bruna Domingos
Instagram: @brunadominngos

8 comentários:

  1. Oi, Bruna como vai? Muito boa suas dicas para os leitores que estão de ressaca literária. Quando se é jovem a ansiedade é um dos maiores obstáculos ( senão o maior deles ) para o leitor. Adorei o seu post. Abraço!



    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bruna.
    Eu já passei por uma ressaca literária, mas foi por motivos de doença. Foi quando peguei dengue. Não conseguia nem abrir um livro e depois que consegui nada me prendia. E o que me tirou dela foi ler justamente um livro que todo mundo estava massacrando. Eu não sinto pressão para ler porque é algo que faço como respirar por exemplo. Mas também não gosto de colocar metas e quantidade. Escolho o que ler na hora e leio o que tiver vontade. E se não, fecho livro e vou fazer outra coisa hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Bruna,
    Nossa, ressaca literária é horrível, uma sensação de vazio como se nada fosse te envolver novamente. Para curar, eu costumo pegar um livro clichêzão, romance gostoso, sabe?
    Ou alguma releitura de um autor favorito.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bruna!
    Recentemente enfrentei uma ressaca literária das brabas! Acho que estava lendo tanto para produzir conteúdo, que acabei esquecendo que a leitura deve ser feita por prazer. O que me ajudou foi ler uma série largada há anos, que eu nem vou resenhar no site.
    O resultado foi que eu me diverti muito e consegui sair da ressaca! Agora estou indo devagar nas leituras e indo no meu ritmo :D
    O seu post ficou maravilhoso! A ansiedade é realmente o maior dos obstáculos.

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  5. Esse ano eu fiz isso também, coloquei uma meta literária bem baixa, e o que eu lesse a mais era lucro. Sem cobranças, sem mitas expectativas, apenas ler por ler. Foi a melhor coisa que me aconteceu em 2020 também.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi
    eu sempre passo por ressaca literária, mas normalmente dura algumas semanas, então eu sempre assisto séries, filmes, doramas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Eu to sem ler faz 1 mês, porém nada literário, e sim sobre estudos mesmo. Vejo um livro na estante e não me dá AQUELA vontade incessante de ler como sentia antes, é meio frustrante

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bruna! Nossa, seu post provavelmente teria me tranquilizado na época que, aos poucos, fui reconhecendo como uma ressaca literária das grandes. Aconteceu tão de repente, sem que eu estivesse lendo muito antes. Acho que foi simplesmente uma cobrança ansiosa pela falsa necessidade de se ler muito, e muito rápido, e sem parar. Essa vontade e esforço tão grande de mostrar que estava lendo, como se precisasse impressionar alguém, foi tipo um tiro no pé. Não conseguia me concentrar, sentia que lia mal e que história nenhuma me prendia. Hoje em dia, só pego pra ler alguma coisa se penso muito em um livro específico - parece que é um pequeno sinal de interesse que o cérebro me envia. Tento me cobrar menos cada vez mais e só ler quando dá vontade mesmo. Vejo muitas pessoas falando sobre a leitura mais lenta e cuidadosa hoje em dia e me sinto acolhida de ver que isso é normal com muitas pessoas. Claro que ainda admiro quem consegue devorar um livro em horas ou poucos dias, acho impressionante. Mas uma das coisas que me fez parar de ter muitas crises de ansiedade no passado, relacionado a outros assuntos mas também à leitura, foi que não adiantava me comparar aos outros. Estou desde então aprendendo a ligar menos, felizmente. Não tenho certeza se superei totalmente a ressaca literária ou sei lá, porque ainda fico meio nhé quando não estou muito afim de ler quando quero ter vontade de ler. Mas é nessas horas que tento me lembrar também que não sou obrigada a ler sempre, e que é melhor ler quando tá afim e pronto!
    Adorei seu post - como comentei antes, é muito bom se identificar e ver que não fui a única que sofri com tanta inquietação por algo que deveria ser só prazeroso. Beijos!

    Blog Trívia

    ResponderExcluir