06/09/2020

 

Resenha: Minha Irmã, a Serial Killer

Título: Minha Irmã, a Serial Killer
Autora: Oyinkan Braithwaite
Editora Kapulana
Páginas: 184

Esse é um dos livros que li para o Pretatona. Nele conhecemos Korede, uma mulher pragmática, racional e focada em seu trabalho de enfermeira chefe em um grande hospital em Lagos, Nigéria. É através de seus olhos que conhecemos Ayoola, sua irmã caçula completamente diferente: linda, mimada e principalmente, serial killer.

Quando iniciamos o livro, Ayoola acabou de matar o namorado e chama Korede para ajudar a limpar a cena do crime. Nesse momento ficamos sabendo que não é o primeiro assassinato de sua irmã, ela já matou dois namorado antes e sempre alega que foi em legítima defesa quando tentaram agredi-la, mas o assassinato é sempre com faca e pelas costas o que faz Korede questionar o que realmente aconteceu, a índole da sua irmã e se ela terá coragem de entrega-la.

"No aniversário de um mês de namoro, ela o esfaqueou no banheiro de seu apartamento. Não era a intenção, é claro. Ele estava bravo, gritando, o hálito manchado de cebola quente no rosto dela. (Mas por que ela tinha uma faca?)"

Ayoola é apresentada como a filha sempre defendida pela mãe, tem sua própria marca de roupa, famosa nas redes sociais, não apresenta nenhuma espécie de sentimento após os assassinatos. Ayoola também parece arranjar homens com muita facilidade, mas nunca leva nenhum a sério.

Inclusive a relação de ambas as filhas com a mãe é mostrada como nada saudável, Korede é responsável por Ayoola em todos os sentidos e deixada de lado pela mãe. A mãe reforça esse comportamento preferindo Ayoola e culpando Korede por todos os erros dela.

Quando Ayoola coloca os olhos em Tade, o colega de hospital e a paixão de sua irmã, Korede começa ter preocupações de como evitar que ele seja o próximo assassinado. Ela realmente quer avisar Tade que sua irmã linda e doce é uma serial killer, mas quanto mais conhece Tade e sua relação com Ayoola mais ela começa questionar se sua paixão é por um homem raso.

O passado também é explorado, Korede conta histórias sobre seu pai criminoso e abusivo, uma suspeita de abuso sexual e parte da cultura sobre casamento. Essas histórias para Korede pode ser algumas pistas de como sua irmã se tornou uma serial killer

Oyinkan Braithwaite é uma escritora nigeriana e durante toda obra somos apresentados a costumes, comidas e a cultura do país.

Principalmente, o livro é sobre a relação dessas duas irmãs. Se você ler esperando um thriller psicológico comum pode acabar se decepcionando, a história é sobre a relação dessas duas irmãs e como os laços de amor e família são difíceis de romper. É a história de Korede e seu equilíbrio na vida, sendo o porto seguro e a pessoa que cuida de sua irmã com a verdade que carrega e que pode fazer parte.



Vanessa de Oliveira
Instagram: @nessagsr

10 comentários:

  1. Oi, Vanessa como vai? Gostei da premissa deste livro, pois me parece um thriller bastante dramático nas questões familiares, envolvendo laços de sangue e o amor. Sua resenha ficou linda, parabéns! Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa, tudo bem?
    Senti até uma vibe de "comédia" lendo a resenha, como se o livro levasse a matança pro âmbito do absurdo, sabe? Não sei se me interessei, mas achei legal o fato de focar nos costumes nigerianos.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi, Vanessa!
    Reconheci o título quando li seu post de TBR da Pretatona.
    Não sei se leria esse livro, mas achei muito interessante esse aspecto mais cultural dentro da narrativa. Parece ser um leitura bem densa :D
    Que bom que gostou!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  4. Olá, Vanessa.
    Eu já fiquei morrendo de vontade de ler esse livro. Achei as personagens muito interessantes e estou muito curiosa para ver como vai se desenvolver essa relação entre as duas. Pena que o preço do ebook está praticamente o mesmo do físico. Mas assim que aparecer alguma promoção vou comprar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha. Quero ler esse livro faz um tempão, mas eu sempre evito ficar vendo a sinopse e tudo mais para evitar expectativas. Acho que não veria problema no livro focar na relação das irmãs.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi
    enredo interessante, isso de a irmã ser um seria killer assusta um pouco, quero ver como que a protagonista lida com essa situação da irmã, gostei da resenha.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ótimo artigo, muito bom visitar e ler seus conteúdos! Sempre com qualidade e excelente informações!!!


    Meu Blog: Matheus Almeida

    ResponderExcluir
  8. Esse livro está na minha wishlist desde que uma famosa o indicou, não me lembro de foi Emma Watson ou Reese Witherspoon. Não sabia que o livro era de uma nigeriana e que a cultura apresentada nele é da Nigéria, isso me fez ficar ainda mais curiosa para lê-lo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  9. A minha lista de leitura tem só aumentado depois do seu blog hahaha, parece ser incrível e o bacana é que tem poucas paginas, dá pra ler num só dia.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Uau, eu amo suas resenhas, confesso que não leio muitos livros nesse estilo, gosto mais de romance e drama, mas fiquei curiosa com essa história! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir