29/01/2020

 

Dicas de leitura para 2020


Tendo como inspiração as leituras que fiz no ano passado e a lista de leitura que fiz para esse ano, eu criei um compilado de indicação para vocês aqui no blog. Janeiro está terminando e se você ainda procura por boas leituras, aqui vai uma lista imperdível (e essa não é só a minha opinião). A importância de se planejar é muito mais do que apenas ler vários livros, mas fazer uma leitura de qualidade, em que possamos absorver o melhor do autor e da obra. 

Espero que gostem e se você tem alguma leitura que queira partilhar, fique a vontade nos comentários, todas as dicas serão anotadas. Então, vamos lá?

1 - Leia mulheres: contos, de Juliana Gomes (Compilador), Juliana Leuenroth (Compilador), Michelle Henriques (Compilador)

Que tal ler mais mulheres? A provocação da escritora inglesa Joanna Walsh inspirou Juliana Gomes a criar, com as amigas Juliana Leuenroth e Michelle Henriques, o Leia Mulheres em São Paulo. Muitas mediadoras que assumiram para si a missão de promover clubes em suas cidades também escrevem – e são a maioria das autoras dos 23 contos deste volume, além de autoras convidadas.



2 - Persépolis (Resenha), de Marjane Satrapi

Persépolis é uma HQ autobiográfica que clarifica o crescimento de Marjane (infância, adolescência e juventude) durante as trevas do regime Xiita. Apesar da sua família ser moderna e politizada, ela não ficou imune da opressão cometida ao povo iraniano. Para quem tem interesse em se aventurar pelo universo das histórias em quadrinhos, Persépolis é uma ótima pedida. Uma leitura fácil e muito explicativa em contextualização histórica.



3 - O fim da infância, de Arthur C. Clarke

Este livro eu li com o clube de leitura que participo e ele rendeu uma das nossas melhores discussões até agora. O Fim da Infância, de Arthur C. Clarke, é um clássico da literatura de ficção científica. Nessa obra o autor faz uma reflexão sobre a natureza do homem e a sua relação com a Terra e o universo. A história tem início no período da Guerra Fria, quando russos e americanos se preparavam para a corrida espacial, e são surpreendidos por grandes naves que tomam o céu das principais capitais do mundo.


4 - A arte da brevidade, de Virginia Woolf

Este foi o primeiro livro que li da escritora Virginia Woolf e a delicadeza da sua escrita foi o que mais me encantou nessa coleção de contos. Em alguns estão concentradas características de seus romances mais experimentais: a rejeição do realismo literário, o uso de técnicas narrativas pouco ortodoxas, a experimentação com a estrutura e a sintaxe. A edição que li foi a bilíngue e a experiencia foi incrível. É um livro que não pode faltar na sua lista de leitura em 2020.


5 - Razão e sensibilidade (Resenha), de Jane Austen

Após a morte do marido, a senhora Dashwood e as três filhas, Elinor, Marianne e Margareth passam a viver sob a proteção de John Dashwood, filho do primeiro casamento do falecido. Ele se propôs a cuidar das jovens irmãs e da madrasta devido a promessa que fez ao pai. Porém, a esposa de John, uma mulher ambiciosa, acaba atrapalhando todo o combinado e convence o marido a ajudar as irmãs com pouco. Um clássico da literatura inglesa do século XIX, a trama se desenvolve de forma simples e a escrita de Jane Austen é genial e inspiradora.


6 - A ingênua libertina, de Colette

Um verdadeiro tratado sobre a liberdade, o desejo feminino, o casamento e a maternidade. A ingênua libertina foi publicado por Colette em 1909, mas sua leitura em nada nos parece datada ou antiquada. Este livro está na minha lista de leitura para 2020 e eu só ouço críticas positivas sobre a genialidade de Colette. Nesta que é uma das obras mais espirituosas de Colette, conhecemos Minne, uma menina atrevida e irreverente que sonha em se juntar a um bando de criminosos de Paris e se aventurar pelo mundo ao lado de um grande amor. Mais tarde, já adulta e casada com um primo, mas frustrada com os rumos que sua vida tomou, ela se lança em casos extraconjugais em busca de prazer e descobertas, embora suas escapadas não saiam exatamente como o esperado.


7 - A vegetariana, de Han Kang

Estou namorando este livro há um tempo e por sorte ganhei ele em um clube de assinatura no final do ano passado. Já vi comentários positivos sobre ele entre as pessoas que eu sigo e ele também está na minha lista de leitura para 2020. “…Eu tive um sonho”, diz Yeonghye, e desse sonho de sangue e escuros bosques nasce uma recusa vista como radical: deixar de comer, cozinhar e servir carne. É o primeiro estágio de um desapego em três atos, um caminho muito particular de transcendência destrutiva que parece infectar todos aqueles que estão próximos da protagonista. A vegetariana conta a história dessa mulher comum que, pela simples decisão de não comer mais carne, transforma uma vida aparentemente sem maiores atrativos em um pesadelo perturbador e transgressivo.


8 - Bem-vindos ao paraíso, de Nicole Dennis-Benn

Em um resort luxuoso nas belas praias de areia branca da Jamaica, Margot luta para manter Thandi, sua irmã mais nova, na escola. Ensinada desde pequena a usar o corpo para sobreviver, ela está determinada a proteger Thandi do mesmo destino. Mas quando a construção de um novo hotel ameaça sua vila, Margot enxerga uma oportunidade de independência financeira e a chance de admitir um segredo chocante: seu amor proibido por outra mulher. Livro representativo e que com certeza trará MUITAS reflexões durante a leitura.


Bruna Domingos
Instagram: @brunadominngos

8 comentários:

  1. Oi, Bruna como vai? Adorei as suas indicações, pois estes da lista já li "A Vegetariana", "A Arte da Brevidade" e " Persépolis" todos me agradaram e eu pude absorver toda a qualidade literária dessas obras maravilhosas. Os demas da sua lista não os li, mas certamente são leituras prazerosas e edificantes. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei suas indicações, Bruna. Confesso que esses livros são bem diferentes do que costumo ler, mas amei as opções por todas me tirarem da zona de conforto! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Bruna.
    Razão e Sensibilidade é meu livro favorito da autora. Esse Persépolis você não é a unica que vejo indicando ele. Todo mundo que leu amou. E assim que der vou ler ele. Anotei as dicas aqui.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nenhum dos livros que você indicou então já estou aqui anotando as dicas!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Amei demais todas as suas dicas, mas, de todos os livros mencionados o que mais estou looooouca pra ler é BEM VINDOS AO PARAÍSO!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eita, não li nenhuma das suas indicações! o.o
    PORÉM não nego que várias obras aí estão na minha lista para ler esse ano, como Jane Austen e Arthur C. Clarke, por exemplo.
    Estou doida também para ler A Vegetariana.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  7. Oi Bru!
    Aahh Persepolis e perfeito. Eu li pra fazer um trabalho da uni e amei. Boas dicas.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Bruna.
    Excelente lista!
    Dos títulos indicados eu já li "Bem-vindos ao paraíso" e estou com muita vontade de ler o livro de contos do Leia Mulheres.

    Abraços.

    ResponderExcluir