23/10/2019

 

Resenha: Jessica Jones - Ponto Cego

Título: Jessica Jones - Ponto Cego
Roteiro: Kelly Thompson 
Ilustrações: Mattia De Iulis & Marcio Takara
Editora Panini
Páginas: 136
Sinopse: Jessica enfrentou seus maiores medos - seu inimigo mais perigoso - e venceu! Certamente tudo será um mar de rosas a partir de agora, certo? Não! Em vez disso, ela encontra um cadáver em seu escritório - o corpo de uma mulher que, anos atrás, pediu sua ajuda em um caso que Jessica não conseguiu resolver. E agora ela está sendo acusada de ter assassinado essa mulher! Enquanto reabre as investigações na esperança de levar o verdadeiro culpado à justiça, Jessica se vê presa na teia de um assassino serial que ataca mulheres dotadas de poderes. Conseguirá a detetive mais desbocada de Nova York desvendar esse mistério antes que seja feita mais uma vítima? O Doutor Estranho, o Mago Supremo, não está sendo de muita ajuda - que surpresa! E qual será a ligação entre a caçadora de monstros Elsa Bloodstone e essa bagunça toda?


Depois do arco em que Jessica Jones enfrenta seu pior inimigo Killgrave (Homem Púrpura), Jessica se casou com Luke Cage e juntos construíram uma família. Ela é mãe agora e ainda trabalha como detetive na Codinome Investigações, sua personalidade não mudou muito, mas ela luta todos os dias para ser alguém melhor e seguir em frente.

Em Ponto Cego, a história inicia quando Jessica vai para seu escritório iniciar mais um dia de serviço quando um cadáver está lá. Ao mesmo tempo a polícia invade o local e Jessica é acusada de assassinado.

Ao esclarecer o mal entendido, Jessica descobre que a mulher morta em seu escritório é de um antigo caso que ela trabalhou e ficou sem solução. Se sentindo em dívida, ela decide tomar as rédeas para descobrir quem é o assassino da sua antiga cliente e dar um ponto final nessa história toda. 


Jessica tem uma personalidade bem forte o que ajuda muito criar empatia durante a leitura e se conectar com seus fantasmas do passado. Sua preocupação com Luke, sua filha Danielle e sua dedicação em encontrar um fechamento para o caso é muito interessante. Aliás um dos pontos altos da história é realmente a investigação.

Acompanhamos Jessica por toda sua investigação inclusive seus encontros com outros heróis conhecidos como Homem Aranha, Doutor Estranho e a relação de amizade que ela mantém com a Capitã Marvel também é muito boa.

Há algumas reflexões para se fazer sobre a história em seu final, conforme Jessica descobre a teia que a levou até aquele corpo e como tudo se resolve ela também passa a refletir sobre os impactos dos acontecimentos antigos na sua vida, de suas ações e de como sua família é importante para ela. Não dá para falar mais sem entregar tudo.

Na segunda história acompanhamos Jessica e Luke tentando fazer uma festa de aniversário para sua filha Danielle, mas mesmo antes deles conseguirem arrumar as coisas vários super heróis vão aparecendo para deixar presentes e conversar com a pequenina. O destaque aqui vai para a Mulher Hulk e o Thor. Jessica e Luke também tem uma conversa sobre TEPT (Transtorno de Estresse Pós-Traumático) e como a cor roxa ainda lhe afeta.

Jessica Jones: Ponto Cego é uma história de arco fechado em apenas um único volume que apresenta Jessica fazendo investigação de um antigo caso aberto na qual ela precisa dar um ponto final, enquanto equilibra seu emprego, sua jornada interna e sua família.

Vanessa de Oliveira

Compre na Amazon pelo nosso link: https://amzn.to/2Wc1CcD

7 comentários:

  1. Olá, Vanessa.
    Não sou muito de acompanhar HQs e livros de super heróis. Eu nem conhecia ela até assistir a série na Netflix. E confesso achei a mais fraca de todas as séries adaptadas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Coitada, não da pra fujir do passado. Mas ela tendo a força que tem, tanto física como mental, consegue vencer tudo. Ser uma super-heroína vai alem de ter superpoderes.

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito fã de Jessica Jones, na verdade ela nunca me chamou tanta a atenção e eu não procurei me aproximar do universo da personagem que não nego que parece ser muito bom. Gostei da premissa dessa hq, mas como não to muito por dentro do universo da JJ, será que seria uma boa eu já ir lendo ela? Adorei que outros personagens bem conhecidos aparecem mesmo que rapidamente por aí e da relação que ela ainda tem com o Luke <3

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teve um arco de 3 hq's antes dessa que conta algumas coisas sobre o Killgrave. Se você souber o que ele fez com a Jessica já dá pra ler. Nessa em específico não tem nada muito grande das histórias anteriores. Mas você pode se informar antes de ler se for o problema, eu indico com tranquilidade

      Excluir
  4. Essa HQ parece ser linda. As histórias parecem ser bem envolventes. Sempre quis saber mais sobre a história desta heroína.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa,
    Confesso que não tenho o costume de ler HQs, mas gosto desse universo.
    Da Jessica, eu conheço a versão da Netflix.
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi
    nunca li um HQ, mas tenho um em inglês no formato de e-book que baixei no amazon, a Jessica é uma boa personagem, assisti a serie dela e que bom que gostou da leitura do HQ.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir