26/06/2019

 

Last Hope: É só uma faísca

Hoje eu gostaria de indicar uma música, talvez você conheça, mas de qualquer forma eu quero que a letra dela te sirva de lembrete.


Entre tantas bandas que eu gosto de ouvir, Paramore é a minha favorita desde a adolescência e permanece viva no meu coração. É difícil sentir uma identificação tão forte com todos os trabalhos de um artista, mas comigo aconteceu e ainda me surpreende.

Eu conheci a banda Paramore no auge dos meus 14 anos, eles já tinham lançado três álbuns: All We Know Is Falling, Riot e Brand New Eyes. Ainda tenho dúvida se a primeira música que ouvi foi Brick By Boring Brick ou The Only Exception, mas sei que não foi na primeira vez que me interessei. Eu passava o dia inteiro assistindo o canal MTV e por causa das repetições dos clipes fui pesquisar sobre a banda. Então eu ouvi uma música, mais uma, mais uma e quando percebi já estava indo no Google salvar fotos para colocar no papel de parede do celular. Eu pesquisei todos os trabalhos da banda, isso inclui álbuns, demos, live, singles e covers... Tudo. A cada letra eu me identificava de alguma forma, elas falam muito de sentimento, amizade, amor, confiança e amadurecimento.

O tempo passa e percebemos que para amadurecer é preciso dar adeus para algumas coisas e esperar sempre o melhor. No quarto álbum, o selfie-titled “Paramore”, tem uma música chamada Last Hope (Última Esperança), ela fala sobre esperar que tudo melhore e que não devemos ficar no controle o tempo todo, e sim, deixar acontecer. Essa música é a minha indicação, quero falar um pouco sobre a mensagem que a letra traz.

I don't even know myself at all (Eu nem sequer me conheço)
I thought I would be happy by now (Pensei que a essa altura eu seria feliz)
But the more I try to push it, I realize (Quando mais tento forçar isso, mais percebo que)
Gotta let go of control (Tenho que me livrar do controle)
Gotta let it happen (Tenho que deixar acontecer)

Este trecho acima é o início da música, o significado dela é, basicamente, o momento em que  você acha que está conseguindo chegar em algum lugar, mas a vida vem para mostrar que não é bem assim, ainda existe um longo caminho. Em alguns momentos bate o desespero porque o tic tac do relógio não para, mas a sanidade dá um "olá" e pede calma, temos nosso próprio tempo, já dizia Renato Russo.

It's just a spark (É só uma faísca)
But it's enough to keep me going (Mas é o suficiente para me manter seguindo)
And when it's dark out (E quando está escuro)
No one's around, it keeps glowing (E ninguém está por perto, ela continua crescendo)

Quando eu ouço Last Hope entro em sintonia comigo mesma, é como se fosse um lembrete: "deixa acontecer, relaxa e segue". Palavras que nosso consciente conhece, palavras que ouvimos O TEMPO TODO das pessoas na internet e que por algum motivo, talvez a autoestima, não internalizamos. Temos que ser lembrados o tempo todo de que é preciso deixar acontecer, a escuridão vem, mas a faísca ainda está aí e só tende a crescer.

Não há uma conclusão para este texto, estamos tentando seguir e acompanhar a faísca. It's just a spark. Melhor do que um livro de autoajuda, é ouvir uma música que fala com você, em mim o efeito é imediato. Antes de finalizar, quero deixar mais um trecho de Last Hope, e independente do seu gosto pela melodia, espero que a letra te lembre que amanhã é um novo dia.


And the salt in my wounds (E o sal nas minhas feridas)
Isn't burning any more than it used to (Não está queimando mais do que de costume)
It's not that I don't feel the pain (Não é que eu não sinta a dor)
It's just I'm not afraid of hurting anymore (Apenas não estou mais com medo de me machucar)
And the blood in these veins (E o sangue nessas veias)
Isn't pumping any less than it ever has (Não está pulsando menos do que já esteve)
And that's the hope I have (E esta é a esperança que tenho)
The only thing that I know is keeping me alive (A única coisa que conheço está me mantendo viva)



Bruna Domingos
Instagram: @brunadominngos

10 comentários:

  1. Não sou muito ligada em música, mas já conhecia a banda de ouvir falar. Adorei a música escolhida e sua relação com o som deles.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bruna.
    Eu não sou muito ligada em musica por isso não conhecia nem a musica nem a banda. Achei legal essa sua comparação com os livros de autoajuda, acho que a musica é mais eficiente.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi Bruna!
    Eu adoro Paramore, apesar de ter achado o último CD que eles lançaram uma vibe bem diferente q não curti tanto.
    Linda a letra dessa música msm!
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog -> Tá rolando SORTEIO DE LIVROS com 5 ganhadores!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bruna! Conheço Paramore mas nunca fui uma grande fã deles, apesar de conhecer uma música ou outra. Gostei muito de saber sua história com a banda, e da indicação do post! Esse ano de 2019 me ensinou exatamente isso, que não podemos querer ter o controle de tudo e que cada coisa tem seu próprio tempo. Sofri bastante para entender e aceitar isso, mas quando aprendi a lição, tenho visto as coisas fluírem mais facilmente e até minha ansiedade melhorou.
    Com certeza vou ouvir a música ♥

    Beijos!
    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna,
    Essa música é muito boa mesmo. Paramore tem letras maravilhosas!
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Bruna

    Eu não sou fã, mas gosto de umas músicas aqui e acolá. Essa particularmente eu ainda não tinha ouvido e achei a letra bem bonita.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Bruna,

    Sempre gostei das músicas do Paramore e eles tem umas letras bem bacanas.
    Já anotei na playlist essa música ♥

    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  8. Eu amo essa banda e essa música de um jeito <3
    Amei o post e me lembrou de que eu sentia falta dessa música. Deixar o controle das coisas, às vezes faz muito bem
    Beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Também conheci a banda quando tinha uns 13/14 anos, até hoje sou apaixonada pelas músicas do Paramore!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  10. Faz tempo que não ouvia Paramore, hein? Lembro de Crepusculo como a ultima vez que assisti!
    Adorei a letra da música, muito bonita mesmo!
    E todo u contexto...
    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir