24/05/2019

 

Crítica Comum | Detetive Pikachu: A nostalgia dos adultos


Talvez ofuscado pelo estrondoso lançamento da Marvel nos cinemas neste ano, Detetive Pikachu passou despercebido no "hype" de filmes para serem assistidos no lançamento. Enquanto algumas pessoas ainda estavam aguardando uma boa data ou um lugar decente na sala do cinema para assistir o Ultimato, o filme mais recente dos monstros de bolso foi lançado mundialmente e o Brasil não ficou de fora.

Focado no público infanto-juvenil, o longa conta uma história com começo, meio e fim. Ele utiliza um contexto intenso, baseado no drama da separação entre pai e filho em uma cidade onde os pokémons se transformam em animais que aprenderam a conviver com os humanos de forma pacífica, sem a necessidade de serem aprisionados em pokebolas. O filme todo é baseado nesta cidade, e fora dela o mundo é basicamente a narrativa Pokémon original, na qual os adolescentes saem em sua própria jornada para se tornar um Mestre Pokémon. O começo do filme mostra um pouco disso, e mostra também o protagonista Tim Goodman indo para esta "cidade ideal".

O longa tinha tudo para ser mais um "sessão da tarde" da vida, porém a forma que a história é contada, juntamente com os efeitos visuais que estão incríveis, o tornam muito interessante, tanto para adultos que cresceram jogando Pokémon no Gameboy e assistindo os desenhos até para a faixa etária na qual o filme se destina. É impressionante o jeito que você se envolve na história, torcendo para o final feliz, e também para que sempre apareçam mais pokémons. O Pikachu está incrivelmente fofo, visualmente muito bem feito, e na minha modesta opinião a voz de Ryan Reynolds deu uma personalidade única ao Pikachu, que final das contas torna-se um viciado em café elétrico e é super prestativo.

O filme vale muito a pena se o seu objetivo é assistir um live action leve e descontraído, com as crianças ou sozinho mesmo. Vale ainda mais se você se encaixa na faixa etária 20 - 35 anos que cresceu com o universo de Pokémon na TV, no refrigerante, no salgadinho, no videogame... Sério, há muitas referências que me fizeram mergulhar em uma sessão nostálgica daquelas de aquecer o coração e agradecer por estar assistindo uma obra audiovisual de qualidade como este longa.

Aquela fantasia que tínhamos quando crianças imaginando como realmente seria encontrar um Cubone andando no meio da rua, livre para ser pego por qualquer treinador, ou então olhar para o céu e ver Pidgeys e Spearows voando; ter um Growlithe como seu "cachorro" de estimação... Então. É essa a sensação nostálgica que o filme entrega. São muitas referências visuais, sonoras, há uma cena impagável que o pikachu canta o tema de abertura do anime, aparecem muitos pokémons clássicos e alguns da nova geração. É um belíssimo fan service e eu agradeço muito que esse filme tenha sido produzido.

A representatividade do personagem principal ser interpretado por um ator negro (Justice Smith) é essencial para que as crianças que assistam o filme se sintam parte de um mundo mais diversificado, assim como a personagem feminina de maior destaque que é interpretada por Kathryn Newton não ter sido em nenhum momento sexualizada em suas roupas e esteriótipos. O caminho para os "novos heróis" no cinema tem sido direcionado pela força positiva que esse tipo de escolha de elenco dá. É muito confortável para nós, cidadãos comuns, trabalhadores e consumidores de conteúdo popular assistirmos algo que é interpretado por pessoas que se assemelham com a gente! Que o futuro nos traga mais filmes e séries assim.

Voltando ao filme em si, eu afirmo que: se há defeitos para a crítica midiática, eu não quero nem ler, pois eu assistiria esse filme novamente a qualquer momento. Foi divulgado recentemente que o filme terá continuidade! E eu espero que desta vez ele seja lançado em uma semana longe de algum outro possível lançamento de sucesso.


QUE FILME! Este é daqueles que dá  vontade de assistir de novo no cinema.


Fabrício Lopes
Instagram: @Fabrsim

2 comentários:

  1. Oi
    que bom que gostou do filme, quero muito assistir, e legal que é um bom entretenimento, deve ser gostoso assistir com toda a familia, pena que onde moro não tem cinema, então vou ter que esperar para assistir

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir